descobrir os livros #1

Há uns dias, estava na conversa com uma amiga que também é mãe e ela perguntou-me... Mas afinal, a partir de que idade é aconselhável incentivar as crianças ao contacto com os livros?
Depois de conversarmos, percebi que esta é uma pergunta que muitos fazem.Assim, decidi que vou aqui tentar responder a essa pergunta e elucidar mães e pais, tios e tias, avós e avôs e amigos de crianças!
Tanto em Portugal como pelo resto do mundo, têm sido feitos muitos estudos sobre este assunto e os resultados obtidos apontam todos na mesma direcção: devemos promove a literacia precoce incentivando a práticas de leitura partilhada (com os pais e outros adultos) o mais cedo possível.
A maioria destes estudos defendem que a leitura em voz alta e o contacto diário das crianças com livros adequados à sua idade deve ser feito, diariamente, a partir dos 6 meses.
daqui


Cá em casa, esse contacto foi feito diariamente, desde o dia em que o mais novo habitante deste Planeta chegou a casa. Com apenas 6 dias de vida, começou a ouvir a voz do pai a ler-lhe histórias e a da mãe a inventar outras. Claro que ainda não reagia aos ritmos nem aos sons, mas reconhecia as nossas vozes e isso ajudava a que ficasse confortável!
Com o passar das semanas e dos meses, começamos a ver que percebia as mudanças de tons na nossa voz e que, quando impúnhamos ritmos e cadências diferentes, regia de formas diferentes.
Ainda antes dos 6 meses, já pegava nos livros e já os levava á boca, como qualquer outro objecto que lhe déssemos para brincar.Quando começou a sentar-se sozinho, começamos a ter livros sempre junto dele e a descobri-los com ele. Quando saímos para passear, iam sempre 2 ou 3 livros na mochila. Foram sempre uma companhia muito boa, uma descoberta ao virar de cada página!
Já com cerca de ano e meio, quando começou a escolher o que queria colocar na sua mochila quando íamos passear, lá iam uns livros para a mochila, juntamente com os seus animais predilectos.
Agora, com quase 2 anos, continua a gostar muito de livros!Além dos que tem na estante dele, no quarto, também há os da biblioteca e outros onde chega facilmente! Sempre lhe foi facilitado o livre acesso a todos eles e, mesmo os que não são tão apropriados à sua idade (seja pela temática, seja pelo tipo de papel) nunca lhe são negados. 

Não sei qual será a sua relação futura com os livros.Não sei se daqui a una anos vai ser um bom ou mau leitor.Não sei se vai ler muito ou pouco.Sei que estes nossos pequenos actos fazem com que ele, para já, goste da companhia dos livros e goste dos explorar. É um prazer enorme vê-lo sentado (ou deitado!) com um livro aberto a redescobrir cada página como se olhasse para ela a primeira vez!

1 comentário:

  1. Acho que tem toda a razão! Os meus dois filhos também começaram a ouvir ler ainda com dias de vida! Acho que a sua partilha é muito boa, continue! Quanto ao seu filhote, acredite que vai saber respeitar e usar bem os livros... Foi o que aconteceu com o meu mais velho que já tem 17anos e ainda gosta da companhia de um bom livro!
    Beijinhos e bom ano!

    ResponderEliminar

Falem, partilhem e opinem!!!