o que é um bom livro para crianças?



Heis uma questão que me fazem com bastante frequência e para a qual é difícil ter uma resposta correta!

Vou começar por vos dizer que esta não é uma pergunta fácil de responder.
Para percebermos as limitações que se sentem quando pensamos em livros num quadro valorativo, vou começar por fazer o ponto da situação...

A própria designação bom livro remete-nos para um juízo aparentemente subjectivo.

Esta subjectividade de bom livro  é apresentada por muitos como um argumento pronto para sustentar a discordância. Contudo, para mim, isto levar-nos-ia a negar a validade da crítica especializada e a investigação que é feita neste domínio. 

A expressão bom livro só pode surgir quando a obra considerada responde a critérios de exigência que são independentes do sucesso comercial ou da promoção publicitária.
Hoje insiste-se muito no vocábulo qualidade, precisamente para, de uma forma objectiva, mostrar que o sucesso passa por aquilo que de bom se faz; quando se clama por eficácia (que na área do Ensino se falha redondamente), pensamos em entidades que executam um bom trabalho com frutos visíveis. O que é importante não pode ser deixado ao acaso ou à responsabilidade de curiosos irresponsáveis!

No caso do livro, ele é bom quando é de facto bom!

Estão a ver como a questão é complexa?
Esta semana vamos esclarece-la... ok?!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Falem, partilhem e opinem!!!