um pouco de história...#0


Os livros infantis não surgiram do nada!

Hoje entramos numa qualquer livraria e temos uma vasta oferta de literatura dirigida à infância. Podemos encontrar diversos tipos de histórias, desde as adaptações de desenhos animados, histórias de autores, adaptações de clássicos e muitos outros géneros.
Encontramos livros de vários tamanhos e formatos, de materiais diferentes e com peças para encaixar ou fantoches para representar.

Mas nem sempre as histórias infantis tiveram como suporte os livros!


"Fabliaux" - edição de 1976


Na época medieval, as classes mais populares partilhavam com as crianças os fabliaux. Numa época em que a grande maioria das pessoas não sabia ler nem escrever, as narrativas eram breves, alegres, anónimas e eram contadas oralmente  às crianças. Estas fabliaux falavam de temas da vida quotidiana ou contos maravilhosos, como histórias de fadas e de magias. Neste período, falar em conto popular era o mesmo que dizer  que era “bom para as crianças”.

Á noite, as crianças reuniam-se junto ao adulto que melhor contava as histórias e ouviam, deliciadas, narrativas recheadas de magias, de seres imaginários, de criaturas míticas e cheias de poderes!

A imaginação reinava!
A partilha entre adultos e crianças era feita em torno da história narrada!
Aventura, mistério, vida quotidiana... tudo era mote para uma boa história!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Falem, partilhem e opinem!!!